Quanto se gasta de energia em um banho?

A conta de luz quase sempre é uma preocupação porque os custos com energia pesam no bolso! Ainda mais atualmente, quando surgem a cada dia mais e mais aparelhos eletroeletrônicos para usos diversos. Lâmpadas, chuveiros, geladeira, som, televisão, máquina de lavar louça, máquina de lavar roupa, cafeteira, sanduicheira, panelas elétricas, fornos elétrico e micro-ondas, ar condicionado, sistemas de segurança … e haja energia elétrica pra tocar todos eles!

Mas, entre todos, quais são os vilões de consumo? Normalmente, nos preocupamos muito com o ar condicionado, talvez por ficar muito tempo ligado num país tropical como o nosso, cujas temperaturas chegam aos 40 graus com facilidade. Neste tempo de temperaturas mais amenas e até baixas em alguns locais, os banhos quentes passam a ser também motivo de preocupação. E quanto se gasta em um banho?

Vários fatores influenciam no gasto: o tempo do banho, a temperatura da água e o tipo de chuveiro, ou seja, a potência do equipamento que, quanto maior, mais esquenta a água. E quanto mais quente a água e maior o tempo do banho, mais alto é o gasto de energia elétrica. Por isso,  as dicas para economia na conta de luz sempre alertam para tomar banhos rápidos e colocar a chave do chuveiro no morno.

Energia solar: economia no calor ou no frio

Mas há uma forma de você ficar livre da preocupação com os aumentos das contas de energia elétrica, tomar banhos quentes e demorados no inverno e usar e abusar do ar condicionado no verão! Basta você produzir sua própria energia, aproveitando o que temos de muito abundante no nosso país: o sol! Com a energia solar fotovoltaica você pode economizar até 98% na conta de luz!

A energia solar fotovoltaica utiliza as placas – ou painéis solares – que captam a radiação solar que é transformada em energia elétrica por meio das células fotovoltaicas. Assim, você gera sua própria energia, mesmo conectada à rede elétrica convencional da concessionária. Aí, se você gastar menos do que o seu sistema gerou, a sobra injetada na rede elétrica fica como crédito para você. Este é o Sistema de Compensação, regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em 2012.

Sistema pode ser utilizado em condomínios

Você pode, inclusive, morar em condomínio e ter o benefício da energia solar. Para os condomínios, as regras determinam que cada fração, apartamento ou casa, por exemplo, representa uma unidade consumidora separada das instalações de geração de energia solar que atendem às áreas comuns. Outra vantagem é poder instalar as placas num lugar diferente de onde a energia será consumida.

Neste caso, uma empresa ou residência que funciona em um imóvel alugado pode utilizar um terreno em outro local para instalar as placas que captam a radiação solar. Deste jeito, os créditos de energia gerados pelo sistema fotovoltaico remoto são utilizados desde que a área faça parte da concessão da mesma empresa de energia elétrica. Neste sistema, os condomínios e apartamentos também são beneficiados.

A WAV tem experiência na instalação do Sistema Fotovoltaica. Utiliza equipamentos de ponta com certificação de garantia e equipe experiente. Além do projeto para atender todas as suas necessidades, a WAV cuida de toda a documentação técnica para a instalação, como o registro do projeto no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), com a emissão da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

Veja qui como funciona o sistema de energia solar para condomínios

Solicite um Orçamento