Gerador de energia residencial vale a pena?

“A luz acabou! Não tem problema! Liga o gerador!” Este pode ser um diálogo comum na sua residência. Isto significa que mesmo que acabe a energia elétrica da rede local a geladeira, a TV, o alarme, o som, o celular carregando, o computador, o chuveiro, o portão da garagem e qualquer outro equipamento elétrico continuarão ligados e funcionando! E isso não é bom! É ótimo! Basta que você tenha um gerador de energia elétrica.

O gerador de energia residencial garante a você independência na produção de energia em casos de falta de fornecimento pela concessionária. Em casos de um blackout, por exemplo.

Cresce o uso em residências

Até a pouco tempo atrás, só era comum a instalação de geradores em grandes indústrias, comércio, hotéis, e empresas e instituições em geral, como hospitais, em função de extrema necessidade de manter aparelhos e maquinário ligados em casos de falta de energia. Mas, atualmente, isto vem mudando e os pequenos comércios, hotéis, pousadas e inclusive as residências têm absorvido esta prática.

Um dos fatores que gerou esta mudança foi a crise de energia no país que se acentuou em 2014 e começou a preocupar não só o setor produtivo, como também a população em geral. Na região centro oeste, por exemplo, onde os apagões são comuns, a venda de geradores de energia cresceu em 180% em cinco anos, fazendo com que algumas empresas de comercialização de geradores aumentassem o faturamento em até 900%.

Como funciona um gerador elétrico?

Um gerador de energia residencial, basicamente, é um equipamento que transforma um tipo de energia em energia elétrica. Estamos falando aqui de um gerador mecânico que,por meio da rotação de um motor, promove a queima de um combustível – gasolina ou diesel -, que movimenta um eixo central. Esta energia mecânica produzida pelo movimento é transformada em energia elétrica.

É um equipamento que oferece resposta rápida; assim que há interrupção no fornecimento de energia ele entra em ação. Pode ser funcionar como uma fonte de energia auxiliar, substituindo a fonte principal de energia que falhou, mas também pode ser utilizado como fonte de energia principal, em locais onde a rede elétrica convencional não chega.

Qual o melhor tipo de gerador para sua casa?

Bem, primeiro você tem que dimensionar quais os equipamentos, aparelhos elétricos e iluminação você tem em casa e quanto consomem de energia; depois, pensar quais deles, ou se todos, você quer que fiquem funcionando, ou seja, que serão alimentados pelo gerador na falta de energia da rede convencional. Isto porque, há diferentes modelos com variadas potências de geradores.

Cada tipo vai garantir um tempo e uma quantidade de energia gerada para alimentar os aparelhos de uso domiciliar. Somando suas potências o valor é que determina qual a potência do gerador você vai precisar. É bom também observar o local onde o gerador será instalado para dimensionar o seu tamanho.

Clique aqui e veja também Qual o melhor gerador de energia para residência?

Solicite um Orçamento